fbpx

Reino de GuKá: o jogo e seus significados

“Há milhares de anos, em local até então desconhecido, um reino misterioso e mágico abrigou diversos animais, guardiões de um tesouro único: os caracóis de cristal. Coincidência ou não, mesmo após séculos de seu desaparecimento, o Reino de GuKá e seus habitantes impactaram diretamente parte da formação cultural do país que abraçou este local. Os animais de GuKá ganharam novo significado entre a população brasileira, através de expressões populares passadas de geração para geração. (…)”

Esta é parte da história do Reino de GuKá, um jogo de cartas, super portátil, que acolhe 3 a 8 participantes de todas as idades (a partir dos 6) e que simula a busca por um tesouro especial. Para isso, os jogadores contam com a ajuda (ou não!) de animais diferentes e ao mesmo tempo muito famosos pois representam expressões populares no Brasil.

E aqui estamos para te apresentar o significado de cada um deles com o objetivo de preservarmos este aspecto fundamental de nossa cultura. Vamos lá?

Começando pelos 12 animais de apoio, responsáveis por gerar ações específicas a qualquer momento do jogo. São eles que agregam elementos de Estratégia na experiência do Reino. Abaixo estão seus nomes e o que significam para população brasileira:

  • Amigo da Onça: aquela pessoa falsa, infiel, que age pelas costas.
  • Abelhudo: uma pessoa atrevida, curiosa, indiscreta, bisbilhoteira.
  • Espírito de Porco: pessoa que cria situações embaraçosas ou agrava momentos já delicados. Muitas vezes, de propósito.
  • Acertar na Mosca: demonstrar precisão em atingir um objetivo, acertar em cheio a meta almejada.
  • Mãe Coruja: aqui vale um alerta! Jamais fale mal sobre seu filho ou filha pois uma Mãe Coruja sabe que suas crias são detentoras de uma beleza única e qualidades incomparáveis; fará de tudo para defendê-los.
  • Boca de Siri: manter segredo e silêncio sobre algo que tomou conhecimento. Manter o sigilo.
  • Pombo Correio: aquele que leva comunicações, recados, correspondências.
  • Mão de Vaca: com certeza você conhece (ou é!) aquela pessoa pão-dura, que não abre a mão para gastar com quase nada.
  • Cantar de Galo: ter voz ativa, valentia e coragem. Também, geralmente significa dar ordens e impor a própria vontade. Considerar-se vitorioso.
  • Engolir Sapo: ter que aguentar, sem dar uma resposta, situações constrangedoras ou desagradáveis.
  • Pagar o Pato: pessoa que acaba sofrendo as consequências por ações realizadas por outrem.
  • Deu Zebra: não deu o previsto, algo impossível aconteceu.

Agora, temos outros 24 animais considerados aliados no Reino de GuKá. Cada um deles vem acompanhado de uma conta matemática incompleta que, com a ajuda de um dado, irá gerar um resultado importante na partida. Sendo assim, são as cartas que agregam o elemento Sorte no jogo. São eles:

  • Papos de Aranha: estar em papos de aranha é encontrar-se numa situação difícil, angustiante. É como viver perigosamente.
  • Estômago de Avestruz: com certeza você conhece aquela pessoa que come de tudo, não tem nenhuma dor de estômago e ainda conta com uma excelente digestão.
  • Bode Expiatório: pessoa sobre a qual se fazem recair arbitrariamente culpas ou erros de outros. É alvo favorito de ataques vindo de vários lados.
  • Boi Sonso: pessoa dissimulada, fingida, que se faz de desentendida de maneira intencional.
  • Burro de Carga: pessoa que trabalha muito, cuidando não só das suas coisas mas também de outros. Muitas dessas atividades envolvendo força bruta – algo que nem todo mundo gosta de assumir.
  • Cabra da Peste: pessoa admirada por seu valor, coragem, disposição e capacidade de trabalhar. Muitas vezes, sua valentia é tamanha que coloca medo em muita gente.
  • Cão Chupando Manga: eu já tentei imaginar essa cena. E você? Essa expressão tem dois sentidos sendo que o primeiro se refere a uma pessoa determinada, valente, inteligente. Já o outro significado, mais comum, é relacionar o termo a algo muito feio, horrível, malfeito.
  • Cavalo de Troia: sua história merece um texto a parte (quem sabe um dia!). Mas basicamente essa expressão relaciona-se ao inimigo encoberto que se infiltra em um local para gerar destruição.
  • Canto do Cisne: derradeira e magnífica obra de um artista.
  • Cobra Criada: uma pessoa com altíssimo nível de experiência em algo.
  • Dente de Coelho: algo que dificilmente pode ser superado, obstáculo que apresenta dificuldade em ser vencido, armadilha.
  • Lágrimas de Crocodilo: já presenciou aquelas lágrimas fingidas, aquele choro hipócrita? Então, no mundo animal isso acontece porque nossos amigos “Croco” ao digerirem suas presas (satisfação para eles), acabam chorando pois suas glândulas lacrimais são comprimidas. Já no mundo humano…
  • Elefante Branco: coisa pouco prática, causadora de grande incômodo e sem muita utilidade. Alto custo para ser feito e pouca serventia no fim das contas.
  • Galinha dos Ovos de Ouro: meio de se ganhar a vida, fonte de riqueza e ganha-pão.
  • Pulo do Gato: descobrir um detalhe fundamental para conquistar algo ou superar uma questão com maestria.
  • Olhos de Lince: pessoa com visão muito boa e aguçada.
  • Macaco Velho: pessoa experiente, astuta, com grande nível de sagacidade. Alguém com bastante conhecimento no que faz e que dificilmente fica em situações embaraçosas.
  • Ovelha Negra: alguém cuja conduta destoa de seus pares, seja em casa ou no trabalho.
  • Papagaio de Pirata: sabe aquela pessoa que tenta aparecer e ficar com todos holofotes aproveitando o sucesso de alguém? É isso aí!
  • Passarinho Verde: quem viu um desse geralmente não consegue esconder a alegria e o grande contentamento.
  • Peixe Fora D’Água: alguém que se encontra em uma situação ou ambiente desconfortável e não consegue ficar à vontade.
  • Peru de Festa: pessoa que não se cansa de frequentar festas e ocasiões de diversão, independente dos desafios ou se recebeu convite.
  • Abraço de Tamanduá: mesmo significado de deslealdade, traição ou falsidade.
  • Amigo-Urso: também, representa alguém infiel, falso e até hipócrita.

Demais, não é? E assim como essas expressões, temos muitas outras. Utilizamos pesquisas na internet e, principalmente, o livro “O Bode Expiatório”, de Ari Riboldi – uma obra que recomendamos a leitura.

Agora, ao jogar o Reino de GuKá, você poderá praticar seus conhecimentos no assunto.

Desejamos a você, família e amigos, um ótima aventura! 

Abraços,

Comentários

× Fale conosco!